Última atualização em .

Bolsas despencam com ansiedade das eleições nos EUA e avanço do Covid

Índices de Wall Street operaram sem direção definida nessa terça-feira, após quedas acentuadas no dia anterior, conforme aumento dos contágios de coronavírus nos EUA e na Europa. De acordo com dados do Covid Tracking Project, as hospitalizações aumentaram em pelo menos 5% em 36 estados dos EUA nos últimos sete dias. No lado corporativo, as ações dos varejistas on-line Shopify e Amazon tiveram desempenho superior ao previsto, já que os investidores previram um maior aperto da mobilidade social nas principais economias. Zoom e Microsoft também lideraram ganhos. Em contraste, as ações das companhias aéreas despencaram. Do lado político, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, adiou atividades do Senado até 9 de novembro, diminuindo ainda mais as perspectivas de algum pacote de estímulo para a economia americana antes das eleições. O Dow Jones caiu 222 pontos ou 0,8%, para 27.463. O S&P 500 perdeu 10 pontos ou 0,3% para 3391. Em contraste, o Nasdaq ganhou 72 pontos ou 0,6% para 11.431.

Aqui no Brasil, a Bovespa caiu 1,43% com destaque para Ambev (ABEV3) -0,58%, Itaú (ITUB4) -1,41%, Bradesco (BBDC3) -1,09%, Petrobrás ON (PETR3) -0,96% e Petrobrás PN (PETR4) -0,96%.

 

 

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário