Última atualização em .

O que esperar da próxima semana?

Os bancos centrais dos EUA, Brasil, Japão, Reino Unido e Turquia decidirão sobre a política monetária na próxima semana, enquanto os principais dados a serem observados incluem a produção industrial e vendas no varejo dos EUA e China; Dados de inflação do Japão e Canadá; Moral do consumidor no Reino Unido; Números de emprego e comércio varejista na Austrália; PIB do quarto trimestre da Nova Zelândia; e preços de atacado da Índia.

O Federal Reserve dos EUA deve manter a meta para a taxa de fundos federais estável em 0 a 0,25% no final de sua reunião de dois dias na quarta-feira, com investidores ansiosos para saber se o banco central tomará quaisquer medidas para os rendimentos dos títulos. Na semana passada, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que a reabertura econômica poderia impulsionar a inflação temporariamente e que a economia dos EUA começaria a recuperar mais empregos nos próximos meses. Mesmo assim, o chefe do Fed também disse que o banco central ainda está muito longe de suas metas de inflação e emprego.

Em relação aos dados econômicos, os números das vendas no varejo e da produção industrial de fevereiro apontam para uma queda no comércio interno e uma desaceleração no crescimento da atividade fabril. Outras publicações a serem observadas são alvarás de construção e início de moradias, preços de comércio exterior, NY Empire State Manufacturing Index, Philadelphia Fed Manufacturing Index, NAHB Housing Market Index, estoques de negócios e fluxos de capital líquido geral.

Aqui no Brasil o BC provavelmente deixará as taxas de juros nos níveis atuais quando se reunirem na quarta-feira. Outros dados importantes a seguir incluem a taxa de inflação do Canadá, vendas no varejo e dados de habitação; Demanda agregada do quarto trimestre do México; PIB e conta corrente do Chile no quarto trimestre; Produção industrial e vendas no varejo na Colômbia; Cifras mensais do PIB e taxa de desemprego do Peru; e conta corrente da Argentina no quarto trimestre.

No Reino Unido, o Banco da Inglaterra decidirá sobre a política monetária, mas nenhuma mudança é esperada, já que os investidores adotam uma abordagem de esperar para ver e monitorar os efeitos da Covid e do Brexit na economia. Os principais dados a seguir incluem a confiança do consumidor Gfk e o endividamento líquido do setor público.

Em outros lugares da Europa, os investidores irão voltar sua atenção para o comércio exterior da zona do euro, produção de construção e crescimento dos salários no quarto trimestre; Moral do investidor na Alemanha, preços do produtor e atacado; Taxa de inflação da Suécia; e números da balança comercial da Itália, Espanha e Suíça. Além disso, os legisladores da Noruega e da Rússia provavelmente manterão as taxas de juros nos níveis atuais, enquanto o banco central da Turquia deve aumentá-las em pelo menos 100 pontos-base em meio a preocupações com a inflação.

Na Ásia, o Banco do Japão pode fazer alterações em seu controle de rendimento de seus títulos quando realizar sua reunião de política monetária em 18 e 19 de março. Além disso, o país publicará dados atualizados sobre os principais pedidos de maquinários, comércio exterior e taxa de inflação. Em outros lugares, todos os olhos se voltam para a produção industrial, vendas no varejo, taxa de desemprego e investimento em ativos fixos da China nos primeiros dois meses do ano. As previsões do mercado apontam para aumentos quase recordes tanto na atividade fabril quanto no comércio interno, após as fortes contrações observadas no mesmo período de 2020 devido à crise do COVID-19.

O Banco da Reserva da Austrália divulgará a ata de sua última reunião de política monetária. Os investidores na Austrália também se concentrarão em números de empregos, vendas no varejo e índice de preços de imóveis no quarto trimestre. Outros destaques para a região Ásia-Pacífico incluem: PIB e conta corrente do quarto trimestre da Nova Zelândia; Preços de atacado na Índia; Balança comercial da Indonésia; e taxas de desemprego da Coréia do Sul e de Hong Kong. Os bancos centrais da Indonésia e de Taiwan decidirão sobre as taxas de juros.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário