Última atualização em .

Uma realização hoje em Wall Street confirma movimento de alta

O Dow Jones caiu mais de 280 pontos e o S&P perdeu 0,7% nessa terça-feira, quebrando um rali recorde de cinco dias depois que os dados econômicos mostraram um declínio maior do que o esperado nas vendas no varejo dos EUA. O núcleo do índice, que exclui automóveis, também registrou uma queda inesperada com o ressurgimento de casos COVID-19 atingindo a força da demanda do consumidor. Enquanto isso, a confiança das construtoras americanas caiu para o mínimo em um ano, à medida que os preços das casas subiram, enquanto que o aumento da produção industrial superou as previsões. Os traders continuaram a monitorar um ressurgimento de casos globais de COVID-19, uma desaceleração da recuperação econômica e possíveis movimentos de redução da política de estímulos pelo Federal Reserve dos EUA contra dados econômicos fortes e uma temporada de divulgação de resultados corporativos com lucros estrelares. Enquanto isso, todos os olhos se voltam para as atas da última reunião do Fed amanhã para maiores esclarecimentos sobre os próximos passos da política monetária americana. Olhando desempenhos de ações individualmente, a Home Depot caiu mais de 4% depois de apontar estimativas de vendas trimestrais nas mesmas lojas em declínio.

O Ibovespa despencou (de novo) e caiu 1,07% fechando em 117.903 pontos. Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) -0,49%, Itaú (ITUB4) -0,36%, Bradesco (BBDC3) -0,05%, Petrobrás ON (PETR3) -0,65% e Petrobrás PN (PETR4) -0,96%. 

 

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário