Última atualização em .

Um último suspiro antes de um mergulho profundo parte II

hoje o Ibov deu um refresco e subiu forte 2,26% puxada principalmente por Petrobrás +6,34% (PETR4) e bancos como Bradesco +5,18% (BBDC4). Como sempre tenho falado o Ibov cairá para 55 mil pontos. A alta de hoje pode ser entendida pois estava sendo levado para votação o PL 8939/2017, que autoriza Petrobras a negociar áreas do pré-sal em áreas de cessão onerosa e teria motivado a alta dos papéis da Petrobras, após ter ficado em queda por toda a manhã. Os esforços do BC em controlar a alta do dólar via rolagem de swaps tem preocupado pois o ritmo é insustentável de consumo das reservas até o fim das eleições onde talvez o mercado se acalme caso um presidente mais confiável assuma o comado do país. Hoje o COPOM se reuniu e amanhã provavelmente a taxa de juros permaneça em 6,5%. A senadora Gleise do PT está sendo julgada por corrupção, lavagem de dinheiro, falsidade ideológia e isso traz um sentimento ao mercado que o PT como agremiação criminosa está sendo desmantelado.

O BR pareceu um óasis verde no meio de um caos vermelho de quedas das bolsas mundiais. As bolsas de valores asiáticas estavam com projeção de altas, com aparente tranquilidade antes de retornar o aumento nas tensões comerciais entre os EUA e a China que abalou o bom humor dos mercados nessa terça-feira. Futuros nos índices de ações em Hong Kong e na Austrália subiram 1,5% depois de algumas quedas com a negociação de futuros overnight nos EUA, recuperando um terço do movimento no final da sessão. O rendimento dos títulos do Tesouro a 10 anos caiu para 2,9% a.a., em linha com o abrandamento dos movimentos abruptos do iene para o ouro, em meio à preocupação de que as maiores economias do mundo estivessem caminhando para uma guerra comercial plena. O sentimento negativo também enfraqueceu os mercados de commodities, do aço até a soja.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário