Última atualização em .

Pessoas brilhando, felizes e Bovespa preparando um salto

Wall Street retorna para perto de máximas recordes

O S&P 500 e o Nasdaq Composite terminaram em níveis recordes de fechamento nessa segunda-feira, com o otimismo sobre divulgação de resultados com lucros corporativos superando as preocupações com a disseminação de novas variantes do coronavírus. A temporada de divulgação de resultados corporativos nos Estados Unidos começará a acelerar à medida que vários grandes nomes da tecnologia, incluindo Facebook e Tesla, divulgam seus resultados trimestrais. Ainda assim, o agravamento da situação do coronavírus na Índia e a preocupação com a disseminação de novas variantes nas economias desenvolvidas mantiveram um otimismo moderado. Os investidores também estavam bastante relutantes em abrir novas posições compradas antes de uma reunião de dois dias do Federal Reserve que começará na terça-feira e da divulgação iminente do PIB trimestral dos EUA. O S&P 500 somou 8 pontos ou 0,2% para 4.188. O Nasdaq ganhou 122 pontos ou 0,9% para 14.139 com alta de ações de tecnologia. Enquanto isso, o índce blue-chip Dow caiu 62 pontos ou 0,2% para 33.982.

Aqui no Brasil os investidores ficaram animados com os progressos da reforma tributária, o que derrubou o dólar e o juros futuro. Os destaques de hoje foram para Ambev (ABEV3) -1,83%, Itaú (ITUB4) +0,18%, Bradesco (BBDC3) +0,10%, Petrobrás ON (PETR3) +0,13% e Petrobrás PN (PETR4) +0,21%.

Pingbacks

Pingbacks estão abertas.

Trackbacks

Trackback URL

Comentários

Ainda não há comentários.

Publique seu comentário